Vitor Ribas perde o título do Kaiser Summer Surf nos últimos segundos 

Por apenas 0,1 ponto de diferença, o cabofriense Victor Ribas (Equipe Company) não faturou o título do Kaiser Summer Surf, domingo na Barra da Tijuca (RJ) o que lhe colocaria na liderança dos ranking brasileiro e do World Qualifying Series (WQS). A vitória lhe escapou nos segundos finais, quando o sul-sfricano Greg Emalie, que precisava de 4,11 pontos para vencer, recebeu uma nota 4,2 em sua última onda para conquistar o seu primeiro título no Circuito Mundial de Surfe Profissional.

"Não sabia que ele precisava de tão pouco. Se soubesse não deixava ele pegar onda de jeito nenhum", confessou Vitinho, que chegou como favorito na grande final depois da excelente vitória sobre o próprio Emalie e os australianos Nathan Webster e Damien Hardman na semifinal. Greg tirou as duas melhores notas na decisão - notas 9,5 e 8,17 - e venceu com 27,34 pontos, contra 27,24 de Victor Ribas, 26,13 do australiano Shane Wehner (terceiro lugar) e 24,84 do californiano Danny Melhado (quarto).

O domingo de ondas pequenas e séries demoradas na Barra da Tijuca não foi um bom dia para os brasileiros. Dos seis que participaram das quartas-de-final, apenas Ribas e o carioca Ronnie Martins conseguiram classificação para as semis. O atual líder do ranking brasileiro, Ricardo Toledo, estava com a vaga garantida na primeira bateria, mas numa disputa de onda com Ronnie acabou sendo penalizado com uma interferência e terminou em último lugar (13o no campeonato).

Na seguinte quarta-de-final, Peterson Rosa (Town & Country) não achou as ondas e também ficou em último. Na terceira, Victor Ribas (Company) venceu e Renan Rocha (Australia Down South) ficou fora por pouco, conquistando a nona colocação no Kaiser Summer Surf. E na última, Tinguinha Lima não teve chances contra os australianos Damien Hardman e Nathan Webster, ficando também em 13o lugar na segunda etapa do circuito ABRASP/WQS.

O resultado do Kaiser Summer Surf mexeu bastante com o ranking brasileiro, que agora tem como novo líder o bicampeão da ABRASP, Ricardo Toledo, de Ubatuba (SP). "O Circuito está praticamente começando agora e sem dúvida nenhuma a minha meta é ser o primeiro tricampeão brasileiro da história", revelou Ricardinho, que foi o número 1 do Brasil nos anos de 1991 e 1995. Fábio Gouveia (Hang Loose) caiu para segundo lugar, à frente de Vitinho (3o), Ronnie Martins (4o) e Jair de Oliveira (5o).

João Carvalho - Assessoria de Imprensa da ABRASP e ASP South América - (011) 815-6152