A nova casa do Esportivo

Do alto de quatro torres de 40 metros cada, 128 refletores iluminam arquibancadas para 13 mil torcedores.

Abaixo das 10 cabines de imprensa, 1,4 mil cadeiras. O novo estádio do Esportivo, sonho de 24 anos do clube e da comunidade de Bento Gonçalves, ganhou formas e se tornou uma realidade.

A obra consumiu mais de R$ 10 milhões e foi iniciada em 1979, ano de glória do Esportivo, em que foi vice-campeão gaúcho. Com o nome de “Montanha dos Vinhedos”, o empreendimento está localizado fora da cidade, próximo à RST-470, que liga Bento a Veranópolis. Teve como primeiro jogo oficial, Esportivo x Pelotas.

A nova casa possui diversos atrativos. Os vestiários contam com banheiras e instalações confortáveis. Cabines e banheiros para o público. A comercialização de cadeiras já começou. Custam R$ 1 mil para os proprietários no antigo estádio e R$ 1,3 mil para novos interessados. Há a possibilidade de parcelamento em até 24 vezes. A taxa de manutenção será de R$ 35 e se converterá numa das novas fontes de receita.

O estádio conta com 10 cabines de imprensa (acima) e vestiários modernos, com todo o conforto.

Batismo pela Internet
O estádio foi batizado através de uma eleição pela Web. Os torcedores puderam votar através de e-mails e pelo próprio site do clube.

As três opções eram:
1- Parque Esportivo dos Vinhedos
2- Montanhas dos Vinhedos
3- Centro Esportivo Bento Gonçalves

Os 24 anos da obra
1979 - A pedra fundamental para a construção do novo estádio é lançada.
1979 a 1987 – A terraplanagem e o primeiro módulo das arquibancadas sobre o vestiário são concluídos.
1984 – Em dezembro, a Fundação Clube Esportivo, assume a administração das obras para receber as verbas do ministério da Educação e Cultura (MEC).
1987 – O segundo módulo das arquibancadas é concluído, e a grama é colocada.
1989 – A arquibancada do lado oposto às sociais é concluído, Muros ao redor do estádio são erguidos.
1990 – As vendas do MEC diminuem, e a obra pára durante 13 anos.
2002 – em dezembro, o Esportivo retorna o projeto de conclusão do estádio.
2003 – O clube assina contrato de comodato com a Fundação do clube Esportivo por 25 anos e volta a ser responsável pelo novo estádio. Os refletores são instalados.

 
     
.