Editorial
  Natureza e Objectivos do IC
  Fundo de Solidariedade
  Programa de Actividades do IC
  Projectos do IC
  Actualidades
O País
História
Programa do Governo
Investimentos
  Condições Gerais
Oportunidades
Procedimentos
Tipos de Sociedade
Alfândegas
Legislações Úteis
Cultura
Literatura
Musica
Artes Plasticas
Artesanato
Museus
Municipios: Contactos/Historial
Sistema Financeiro
Informações Uteis
Outros Links
Breve Historial
Diáspora em Números
Associativismo
Reagrupamento familiar
Expulsões/Repatriados
Regresso: Benefícios
Cidadania
Cultura
Divulgação de Estudos
Vóz da Diáspora online
Informações Uteis
Contacto


Copyright © 2003, todos os direitos reservados
Intituto das Comunidades

 

Design e Concepção RAFE Soluções

CIDADANIA

 

participe nas eleições caboverdeanas

- Sabia que pode votar nas eleições caboverdeanas, mesmo fora de Cabo Verde?

- Sabia que pode escolher os Deputados para Assembleia Nacional (Parlamento)?
- Que pode eleger o Presidente da República?

No âmbito da política do governo em matéria de emigração, aos caboverdeanos residentes no exterior foi conferido o direito de voto nas eleições presidenciais, a acrescer ao de votar nas legislativas.

Por outro lado, por forma a suscitar a reciprocidade dos países de acolhimento de emigrantes caboverdeanos, foi também reconhecido aos estrangeiros o direito de voto nas eleições autárquicas caboverdeanas; Assim, há países que admitem a participação dos estrangeiros legalmente residentes nas suas eleições autárquicas, sob certas condições.

 

No caso dos caboverdeanos residentes em Portugal, poderão participar nas Eleições Autárquicas daquele país, desde que estejam legais e recenseados na respectiva junta de Freguesia.

Na Suécia e a Holanda são outros exemplos da efectividade dessa reciprocidade em termos de eleições. Num caso e noutro, os emigrantes legalmente residentes há 3 e 5 anos, respectivamente, podem participar nas Eleições Autárquicas.

 

Para mais informações, informe-se junto da Junta de Freguesia ou Município da sua zona, pois o seu voto é importante e, juntamente com o de outros emigrantes, poderá influenciar, a nível local, políticas favoráveis à sua vida profissional, social e económica.

 

O QUE É NECESSÁRIO PARA EXERCER O DIREITO DE VOTO?

1 – Ser cidadão caboverdeano.
2 – Ser maior de 18 anos.
3 – Estar inscrito no caderno de recenseamento eleitoral.

O caderno de recenseamento eleitoral é actualizado anualmente, permitindo assim aos que ainda não se recensearam a possibilidade de o fazer. O período de recenseamento decorrer de 1 a 31 de Julho de cada ano em todos os círculos eleitorais incluindo os da diáspora. Os jovens que completam 18 anos dentro desse período podem inscreve-se no recenseamento eleitoral.

 

Possuir uma nacionalidade estrangeira não é obstáculo algum, desde que mantenha ou tenha optado pela nacionalidade caboverdeana.