O DA agora é Matutino. Compre-o e ajude-nos a crescer. A actualização é feita às 9h30















    


Ficha Técnica

    



Rapto pode ser obra de rede pedófila ou de adopção ilegal
Nacional

09/05/2007 09:05:9

De acordo com a edição de ontem do jornal Público, o desaparecimento de Madeleine pode ter tido como objectivo servir os interesses de uma possível rede de adopção internacional.
Esta é, escreve o jornal, uma das pistas que estão a ser seguidas pela Polícia Judiciária (PJ) e as suas congéneres europeias, no sentido de localizar o presumível autor do crime, que, segundo fontes policiais, já não deverá encontrar-se em Portugal.
Segundo o retrato-robot, desenhado pelos especialistas da PJ, trata-se de um indivíduo moreno, cabelo preto, puxado para trás, estatura média, com idade compreendida entre os 35 e os 40 anos.
O Público adianta ainda, citando uma fonte ligada à investigação, que o suspeito esteve, na semana anterior ao rapto, na zona de Sagres, onde fotografou crianças, e terá mesmo forçado à entrada de uma delas na sua viatura.
O Correio da Manhã de ontem avança mesmo com a possibilidade de o rapto de Madeleine se tratar de uma «encomenda» feita por uma rede internacional de pedofilia, muito provavelmente de origem britânica.
O matutino diz que as características do rapto levaram os investigadores da PJ, em concertação com as autoridades inglesas, a colocar a hipótese de um rapto por «encomenda».
A imprensa britânica destacou ontem a possibilidade de o rapto de Madeleine ter sido levado a cabo por um indivíduo de origem britânica.
O jornal The Sun destaca na sua edição online que a menina pode ter sido levada por um britânico.
Este diário realça também o apelo da mãe da criança, Kate McCann, ao raptor para que "não faça mal à menina e que a deixe voltar para a família".
Numa curta declaração televisiva, Kate McCann apelou ao raptor que ajude os pais a encontrar Madeleine ou que a ponha "num lugar seguro", para que a família a "possa trazer para casa".
O jornal The Sun destacou também declarações de um ex-agente da Scotland Yard que considera que a polícia portuguesa deveria divulgar o retrato-robot do suspeito.
Mike Haines diz ainda ao jornal que "receia o pior" no que diz respeito à segurança de Madeleine.
O Daily Mail realçou na sua edição online o "apelo desesperado da mãe de Madeleine para que o raptor não magoe a menina".
O The Independent destacou que a polícia portuguesa é incapaz de resolver o mistério do desaparecimento da criança inglesa.
De acordo com o jornal, os polícias portugueses foram incapazes de dar, na segunda-feira, novas informações e disseram que as provas de que dispunham não permitiam confirmar que Madeleine foi raptada.
Também o Times Online destaca na sua edição de ontem o apelo feito por Kate McCann e as declarações do inspector chefe da Polícia Judiciária de Lisboa, Olegário de Sousa, de que não pode confirmar se Madeleine foi raptada.
Este jornal refere também que há suspeitas de que o raptor da criança seja de nacionalidade inglesa e salienta que as autoridades portuguesas não divulgam o retrato-robot do suspeito.
A Sky News refere que o inspector da polícia Olegário de Sousa reconheceu que não tem quaisquer elementos que permitam sustentar a hipótese de que Madeleine esteja viva ou morta.
A palavra do leitor


Neste momento os comentários estão desligados.
O seu Nome:
O seu E-Mail:
A sua Mensagem:



« voltar atrás     Imprimir noticia     Enviar por e-mail


 












| home | regional | nacional | internacional | desporto | opinião | letras | almanaque | efemérides | utilidades | anúncios | documentos | fotos |
| assinatura | publicidade | ficha |
© 2001 Empresa do Diário dos Açores. Este serviço é prestado pela Empresa do Diário dos Açores. O material noticioso aqui apresentado apenas poderá ser utilizado mediante acordo prévio dos seus autores. Para mais informações poderá contactar-nos. A edição online não contém a totalidade da edição em papel mas apenas alguns dos itens.