CLUBE  
Símbolos

:: MENU - SÍMBOLOS ::

Uniforme | Escudo | Cruz de Malta | Bandeira | Mascote | Hino



UNIFORME

A primeira camisa do Vasco, ainda na época do Remo, era parecida com a atual: preta, com uma faixa diagonal branca e a Cruz de Malta no centro. No entanto, a faixa diagonal partia do ombro direito, ao contrário do que acontece hoje.

Por influência do Lusitânia (clube que se fundiu com o Vasco em 1915 dando início ao seu Departamento de Futebol), a primeira camisa do Futebol era preta, tinha a gola e os punhos brancos e sem a faixa diagonal. Porém, a Cruz de Malta havia sido deslocada para o lado esquerdo do peito, junto ao coração.

Nos anos 30, o uniforme principal do futebol foi modificado: a faixa diagonal branca reapareceu, só que dessa vez partindo do ombro esquerdo. A Cruz de Malta continuou no mesmo lugar.

Em 1945, por sugestão do treinador Ondino Viera (que se inspirara na camisa do River Plate), o Vasco adotou a camisa branca, com a faixa diagonal preta, como uniforme número 2.

A última grande modificação na camisa foi feita em 1988, com a supressão da faixa nas costas. A partir daí, apenas pequenas alterações foram processadas, de acordo com as mudanças de fornecedores de material esportivo e patrocinadores.


1898

1916

Anos 30

1945



Voltar ao topo



ESCUDO

O primeiro escudo do Vasco foi criado em 1903 e era redondo, sem a faixa diagonal que existe hoje, mas já com a caravela no centro. Em 1920, o escudo foi modificado e ganhou o formato que conhecemos hoje, com a faixa diagonal branca. Na década de 80, uma versão mais moderna do escudo foi lançada, com as formas mais arredondadas.


Primeiro Escudo
1903

Segundo Escudo
Anos 20

Escudo Atual
Anos 80



Voltar ao topo



CRUZ DE MALTA

O primeiro escudo do Vasco, criado em 1903, tinha uma Cruz de Cristo na caravela, à semelhança do que acontecia nas caravelas da época dos descobrimentos. Alguns anos depois, a Cruz de Cristo foi substituída pela Cruz de Malta. Entretanto, mais tarde, descobriu-se que a Cruz de Malta é, na realidade, uma Cruz Patée, também conhecida como Cruz Pátea. A verdadeira Cruz de Malta é bem diferente da Cruz Pátea, pois tem as extremidades bifurcadas.


Cruz de Cristo

Cruz de Malta

Cruz Pátea



Voltar ao topo



BANDEIRA

A atual bandeira vascaína é preta, com uma faixa diagonal branca partindo do canto superior esquerdo, a Cruz de Malta em vermelho no centro e oito estrelas douradas, dispostas em duas fileiras horizontais de quatro estrelas cada, no canto superior direito. As oito estrelas representam as conquistas do Campeonato Invicto de Terra-e-Mar de 1945, dos dois Campeonatos Sul-Americanos em 1948 e 1998, da Mercosul de 2000 e dos quatro Campeonatos Brasileiros em 1974, 1989, 1997 e 2000.


1ª Bandeira

2ª Bandeira

Bandeira Atual



Voltar ao topo



MASCOTE

O Vasco tinha como símbolo o Almirante, em homenagem ao navegador português que lhe emprestou o nome. A partir dos anos 40, surgiu a figura do comerciante português de tamancos e camisa do clube. O apelido Bacalhau - criado pelo cartunista Henfil no Jornal dos Sports, nos anos 60, também caiu no gosto da galera.




Voltar ao topo


HINO

O Vasco possui registros de três hinos criados ao longo de sua história. Confira:


HINO DO VASCO (atual)
(Autor: Lamartine Babo - decada de 40)

Vamos todos cantar de coração
A cruz de malta é o teu pendão
Tens o nome do heróico português
Vasco da Gama... tua fama assim se fez

Tua imensa torcida é bem feliz
Norte-Sul, Norte-Sul deste país
Tua estrela, na terra a brilhar
Ilumina o mar

No atletismo és um braço
No remo és imortal
No futebol és um traço
De união Brasil-Portugal


. . .


O PRIMEIRO HINO OFICIAL DO VASCO
(Autor: Joaquim Barros Ferreira da Silva - 1918)

Clangoroso apregoa, altaneiro
O clarim estridente da fama
Que dos clubes do Rio de Janeiro
O invencível é o Vasco da Gama
Se vitórias já tem no passado
Glorias mil há de ter no porvir
O seu nome é por nós adorado
Como estrela no céu a fulgir!

Refrão:
Avante então
Que pra vencer
Sem discussão
Basta querer
Lutar, lutar
Os vascaínos
De terra e mar
Os paladinos

É mundial
A sua fama
Vasco da Gama
Não tem rival
Mais uma glória
Vai conquistar
Lutar, lutar
Para a vitória

Sobre os peitos leais, vascaínos
Brilha a Cruz gloriosa de Malta
Corações varonis, leoninos
Que o amor pelo Vasco inda exalta.

Quando o Vasco em qualquer desafio
Lança em campo o seu grito de guerra
Invencível, nervoso arrepio
Faz tremer o rival e a terra!


. . .


O SEGUNDO HINO DO VASCO
(Música de Ernani Corrêa e Letra de João de Freitas. Composto em ano desconhecido.)

MEU PAVILHÃO

Vasco da Gama evocas a grandeza
Daqui e d'além mar
Teu pavilhão refulge de beleza
Perene a tremular!

Dos braços rijos de teus filhos,
O mar sagrou-te na história!
Reflete pelos céus em forte brilho
O cetro que ostentas da vitória!

Na cancha és o pioneiro!
És o mais forte entre os mil!
Com a fama que ecoa no estrangeiro
Elevas o esporte do Brasil!

Voltar ao topo

Design by Orlan Romano
Copyright 2007 © C. R. Vasco da Gama - Todos os direitos reservados.