BEM VINDO À SERRA DO CIPÓ MG

Serra do Espinhaço


Circuito da Serra do Cipó


Região Central
Temperatura Média: 17,75 °C
Distância da Capital: 110 Km

Tipos de Turismo que a Serra do Cipó propicia:

Turismo Ecológico, Ecoturismo, Turismo de Aventura, Turismo Gastronômico


Belezas Paradisíacas no Alto da Serra do Cipó

Por Marcos Tiahua Cachoeira da Capivara

Digna aos olhos dos amantes da natureza, a região da Serra do Cipó, em Minas Gerais, possui uma reserva natural bastante conhecida no Brasil, o Parque Nacional da Serra do Cipó, tecnicamente conhecida como Parna Cipó. Ali se escondem belas e fascinantes cachoeiras, canyons e cavernas de Minas Gerais. Algumas delas são propícias à prática da espeleologia, onde no seu interior, as inscrições rupestres encantam os olhos de quem se aventura por lá, instigando o desejo do turista em explorá-las. Dentro do Parque Nacional da Serra do Cipó, podem ser encontradas espécies raras e em risco de extinção como o lobo-guará, o cachorro do mato vinagre, o tamanduá bandeira, o veado campeiro, a onça parda, o gato maracajá e a jaguatirica.

Para manter preservada a riqueza natural e proteger todo e entorno do Parna Cipó, foi criado também a Área de Proteção Ambiental (APA – Morro da Pedreira). Em relação aos costumes e tradições da Serra do Cipó, o Candome é uma das manifestações culturais de tradição na região. Nascida ainda na época da escravidão é sempre realizada na comunidade do Açude. Outra herança deste período é a trilha dos escravos, um roteiro de fácil acesso que leva até o topo da cachoeira do Véu da Noiva. Mas um dos atrativos principais da Serra do Cipó é a estátua do Juquinha, personagem que viveu na região e que colhia flores para presentear os visitantes locais.



HISTÓRIA DA REGIÃO

História da Serra do Cipó - Minas Gerais

A história da Serra do Cipó remonta às comunidades primitivas que acreditavam no poder sobrenatural ou mágico dos desenhos e por isso deixaram seu registro, através de pinturas rupestres. Para provar a existência dessas marcas basta se adentrar dentro das cavernas e grutas presentes na região, que possuem um acervo rico de figuras entalhadas. Por volta do século XVIII, bandeirantes, tropeiros e escravos atravessavam a serra a procura de ouro e pedras preciosas. Por ali, transportavam mercadorias e davam sustento a base da mão-de-obra colonial. Pode-se dizer que hoje o acesso facilitado às cidades de Diamantina, Serro e Ouro Preto se deve a boa localização na porção sul da Serra do Espinhaço. Da escravidão resta ainda a trilha percorrida pelos escravos que conduz ao topo da cachoeira do Véu da Noiva.

PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ

Logo no início da década de 50, as belezas naturais da Serra do Cipó começaram a ser divulgadas pela imprensa, impulsionando o fluxo de turistas na região. A partir do pretexto de preservar o lugar, os moradores locais criaram um movimento que visava a implementação de uma unidade de conservação. Tal atitude se concretizou em 1975 com a criação do Parque Estadual da Serra do Cipó, com extensão de 27.600 hectares. Isso despertou o interesse de pesquisadores de diversas áreas ligadas ao Meio Ambiente. Assim, o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) instituiu uma comissão para estudar a viabilidade de transformar o parque estadual em parque nacional.

História da Serra do Cipó - Minas Gerais

A aprovação do decreto que criou o Parque Nacional da Serra do Cipó ocorreu em 25 de setembro de 1984. Desde então, o parque passou a ocupar uma área de 33.800 hectares, envolvendo os municípios de Santana do Riacho, Jaboticatubas, Itambé do Mato Dentro e Morro do Pilar. Os principais motivos da implantação do parque foram proteger a fauna e flora, levando em conta o alto grau de endemismo (espécies raras no mundo) presente na região, assim como a preservação da beleza cênica natural do lugar e proteger a bacia de captação do rio Cipó, que dá nome a serra.

ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL MORRO DA PEDREIRA

A Área de Proteção Ambiental (APA) Morro da Pedreira foi criada pelo Governo Federal em 26 de janeiro de 1990, tendo como objetivo a proteção do conjunto paisagístico da porção sul da Serra do Espinhaço, os sítios arqueológicos, o Morro da Pedreira, além da cobertura vegetal, da fauna e flora silvestre e dos mananciais de importância fundamental para os ecossistemas do parque. A área de abrangência da APA é formada por um cinturão com 66 mil hectares ao redor do Parna Cipó, atingindo as áreas dos municípios de Santana do Riacho, Jaboticatubas, Conceição do Mato Dentro, Itambé do Mato Dentro, Morro do Pilar, Taquaraçu de Minas, Itabira e Nova União.


HOTÉIS
Conheça as melhores opções de hospedagem em Serra do Cipó
RESTAURANTES
Quer um bom lugar para comer em Serra do Cipó? Clique aqui!
CENTRAL DE RESERVAS
Reserva de Hospedagem e Excursões para Serra do Cipó
Desvende as belezas de Serra do Cipó navegando nas páginas indicadas no menu. Afinal, não basta conhecer Minas... É preciso Desvendar.com
Os direitos autorais deste Web Site são protegidos pela Lei 9.610 de 19.02.1998.
© Todos os direitos reservados à Desvendar.com   © Copyright 2000/2004.