MISSÃO E ORGANIZAÇÃOESTRUTURAESQUADRAS DE VOOAS AERONAVESForça Aérea Portuguesa
Luta AéreaPatrulhamento MarítimoApoioInstrução
Luta AéreaPatrulhamento MarítimoApoioInstrução

Se tem cartão ADM a caducar até 31 de Maio de 2012 , deve fazer a sua renovação atempadamente.

MapSite
 Base Aérea nº 6 - Montijo 
Brasão - Base Aérea nº 6

A Base Aérea nº 6 (BA6) tem por Missão:
    a) Garantir a prontidão e emprego das unidades aéreas que lhe forem atribuídas;
    b) Garantir a exploração dos serviços de aeródromo;
    c) Garantir a segurança militar e a defesa imediata da Unidade;
    d) Garantir o apoio logístico e administrativo ao Centro de Treino e Sobrevivência da Força Aérea;
    e) Apoiar logisticamente a Esquadrilha de Helicópteros da Marinha, garantindo o apoio à actividade aérea e no âmbito da prevenção de acidentes;

      Breve Resenha Histórica:
      A Base Aérea nº6 (BA6) está localizada na margem esquerda do rio Tejo (próximo da cidade do Montijo), em frente a Lisboa.

      As origens da BA6 remontam a 2 de Janeiro de 1953, com a criação do Centro de Aviação Naval "Sacadura Cabral", operando primeiro os FLEET e GRUMAN anfíbios e, mais tarde, os HELLDIVER e HARVARD T-6.

      Como consequência da reorganização da Aviação Militar Portuguesa, em que a Aviação Naval e a do Exército foram integradas na recém-formada Força Aérea, o Centro passou a designar-se por Base Aérea nº 6, em 12 de Junho de 1954.

      Operou a partir de 1956 com o LOCKHEED PV-2 HARPOON, vocacionado para a luta anti-submarina, e mais tarde, em 1960, com o P2V5 NEPTUNO, melhor equipado para as missões de Patrulhamento Marítimo e de Busca e Salvamento.

      No decurso da sua vida operacional, para além das aeronaves referidas, contou no seu acervo com aviões de transporte DOUGLAS DC-6, helicópteros ALOUETTE III, e de caças FIAT G-91.

      Actualmente, a Base para o desempenho da sua missão conta com frotas de LOCKHEED C-130 HERCULES para a execução de missões de Transporte; de EADS C-295M para executar missões de Transporte, Vigilância Marítima e Busca e Salvamento; de Casa C-212 AVIOCAR; de FALCON 50 para Transporte de altas entidades; e de helicópteros EH-101 MERLIN para Transporte, Busca e Salvamento e Vigilância e Reconhecimento.

      Nas instalações da BA6 funciona, também, o Centro de Treino de Sobrevivência da Força Aérea, cujo objectivo é preparar o pessoal navegante para as técnicas de sobrevivência em terra e no mar, técnicas de fuga e evasão em território inimigo e treino de situações diversas, próximas da realidade, a que são sujeitos quando prisioneiros de guerra.

      A Base Aérea do Montijo tem sabido preservar a herança honrosa das tradições ao longo da sua história.

      O elevado potencial que actualmente representa e o querer dos homens e mulheres que nela servem são o garante do seu contributo para o prestígio da Força Aérea.


    Veja este Órgão no Google Earth
    .: Veja este Órgão no Google Earth
     Esquadras de Voo 
     
    Esquadra 501 - Esquadra 501 - "Bisontes"
    Esquadra 502 - Esquadra 502 - "Elefantes"
    Esquadra 751 - Esquadra 751 - "Pumas"
    Esquadra 504 - Esquadra 504 - "Linces"
     Orgãos Apoiados 
     
    Esquadrilha de Helicópteros da ArmadaEsquadrilha de Helicópteros da Armada
    Centro de Treino de Sobrevivência da Força AéreaCentro de Treino de Sobrevivência da Força Aérea
     
     © FAP - DCSI - Web Team 2009 
    .: Início :.