Sistemas Construtivos de gesso- Parte-1



Sistemas Construtivos de gesso- Parte-1

Gesso Laminado com Papel Cartão

Os SCPGL – Sistemas Construtivos com Placas de Gesso Laminado são compostos por placas, perfis, parafusos, pastas e bandas, sendo que as placas podem ser de 6,10,13 e 19mm e podem ser normais (N), hidrofugadas (WA), terem melhor comportamento quando expostas ao fogo(FOC), serem absolutamente ignifugas (MO), terem melhores propriedades para serem colocadas em tectos(TEC), perfuradas para correções

acústicas(FON), com maior resistência superficial(GD), terem os quatro bordos amaciados(SIGMA), etc, etc, referencias mais conhecidas da Pladur®, mas todas as marcas de um modo geral têm equivalentes. Os perfis podem ser de tectos, de revestimentos ePlacas de gesso perfilaria específica para divisórias que podem ser de 35, 46,70 e 90mm de largura, que simples, coladas em H, encaixadas umas nas outra, ou associadas lado a lado comum reforço da alma, permitem obter os diferentes parâmetros exigidos para o dimensionamento, seja a resistência mecânica, a resistência acústica, térmica, resistência ao fogo, ou qualquer outro parâmetro que seja necessário, não existindo praticamente limite nenhum, senão o saber dimensionar ou preconizar. Á semelhança das placas e perfis, existe uma panóplia de parafusos, sistemas de fixação e suporte, bem como uma diversidade de massas e pastas que completam o sistema.

DIVISÓRIAS

Divisoria de Gesso

drywall-11A compartimentação interior de espaços, é realizada com recurso à execução de paredes divisórias. No mundo industrializado pode-se afirmar que as generalidades das compartimentações interiores opacas nas edificações já são executadas com recurso às alvenarias secas em sistemas com PGL, apresentando boas características de isolamento térmico, acústico e capacidade de resistência ao fogo. Possuem igualmente uma enorme capacidade de incorporação de numerosos e diversificados sistemas técnicos e de instalações embutidos, aliado a uma insuperável qualidade de acabamento difíceis de conseguir com outros materiais. Existem gráficos comparativos entre as principais características técnicas dos sistemas de PGL, e os sistemas tradicionais e documentação abundante que permite que os projectistas consultem para que, em função das características pretendidas, possam escolher o sistema. As vantagens do SCPGL são: a rapidez da instalação, ligeireza dos pesos e menor espessura. Devido à sua composição, permite a execução a seco sem tempos de secagem e a racionalidade da própria instalação favorece uma boa coordenação de todos os restantes ofícios, evitando cortes e desperdícios devido ao uso de materiais estandardizados e montagens contínuas sem interrupções. A planimetria e continuidade dos sistemas permite maiores rendimentos materiais e humanos em velocidades de montagem, quando comparados com sistemas tradicionais. Uma divisória em PGL é sempre composta por uma estrutura autoportante metálica que pode ser simples, dupla, com estruturas assimétricas, paralelas contraventadas com elementos ortogonais de placas, com os perfis aplicados com as costas voltadas em forma de “H”, encaixados entre si em forma de tubo ou “C” fechado, etc., à qual se apertam em cada face uma, duas, três ou mais placas de vários tipos, e que em conjunto com o isolamento interior forma um complexo que compõe a divisória e que lhe confere a característica pretendida.

Aprenda trabalhar com gesso!

Seja um gesseiro profissional.

privacidadeNós não gostamos de spam e seus dados não serão compartilhados!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *