terça-feira, 24 de agosto de 2010

A televisão estraga nosso cérebro?

A televisão estraga nosso cérebro?Temos certeza de que você já deve ter ouvido o velho ditado de que a televisão vai estragar seu cérebro. Talvez haja um pouco de verdade nisso. Primeiro, é óbvio que assistir televisão é uma atividade sedentária e passiva. Assistir televisão é uma escolha e, como a maioria das escolhas, existe um custo de oportunidade. Quando você assiste televisão, você deixa de fazer outras atividades que estimulam melhor o cérebro, como exercícios físicos ou leitura. Mas não aceite apenas a nossa palavra, pois a ciência está aí para sustentá-la. Muitos neurocientistas de destaque têm difundido a mensagem de que o uso excessivo de televisão pode não ser saudável. Um dos mais notáveis é o Dr. Amen, que acredita que assistir televisão é um dos principais fatores para o aumento de TDA (Transtorno de Déficit de Atenção) em nossa sociedade.

No Jornal Americano de Medicina Preventiva (American Journal of Preventive Medicine), um estudo publicado em abril chamado Televisão e Atividade Baseada em Tela e Bem-estar Mental em Adultos (Television and Screen-Based Activity and Mental Well-Being in Adults) deu mais suporte para a ideia de que assistir televisão em excesso pode ter um efeito adverso no cérebro. O estudo examinou a conexão entre comportamento recreativo sedentário (baseado em televisão e entretenimento baseado em tela) e saúde mental.

O estudo foi conduzido pela revisão de dados pesquisados de 3920 homens e mulheres da Pesquisa da Saúde Escocesa de 2003. A esse grupo amostral foi aplicado um questionário de saúde geral e também um de saúde mental. Também foi medido o tempo dedicado a assistir televisão ou outro entretenimento baseado em tela, a prática de atividades físicas e a capacidade física. Aproximadamente um quarto dos participantes do estudo dedicava pelo menos quatro horas por dia ao entretenimento baseado em tela.

Após todos os dados terem sido ajustados, verificou-se que esse grupo tinha um índice de problemas com saúde mental muito mais alto do que os que assistiam menos televisão. Isso levou os pesquisadores a concluir que comportamentos sedentários durante o tempo de lazer é independentemente associado às notas ruins de saúde mental.

Nós não estamos sugerindo que você deve parar completamente com seus programas favoritos na televisão, mas cada vez mais pesquisas apontam para o benefício de se sair do sofá e se dedicar a atividades que ocupem tanto o seu corpo como o seu cérebro.
 

Comentários

Os comentários foram desativados para esta postagem.