.
.
.
.
Legislação
Legislação
Legislação
Legislação
 
Notícias
Prefeito assina lei para convênio de cooperação com cidade armênia
O prefeito Emidio de Souza assinou, na quarta-feira, dia 4 de julho, lei que autoriza o Poder Executivo a celebrar convênio de cooperação e interesses com a cidade de Gyumri, na República Armênia.
 
Por meio do convênio, Gyumri passará a ser uma “cidade-irmã” de Osasco, condição que permite estreitar os relacionamentos culturais, administrativos e comerciais entre as duas localidades.
 
A assinatura foi feita no gabinete do prefeito e reuniu representantes da Comunidade Armênia de Osasco. Durante o evento, Roberto Nerguisian, presidente do Conselho Deliberativo da entidade, falou sobre a importância do ato. “Esse convênio reforça ainda mais a confiança de Osasco no povo armênio. Os primeiros imigrantes chegaram aqui na década de 20, fugindo do genocídio, e encontraram toda a hospitalidade dos osasquenses. Por isso, somos muito gratos  e sempre tivemos o desejo de ter uma cidade-irmãs na terra de nossos pais e avós. De onde eles estiverem, tenho certeza de que estão em pé, aplaudindo essa iniciativa. Por isso, em nome de nossos pais, avós, filhos e netos, recebam o nosso muito obrigado por essa iniciativa”, afirmou, dirigindo-se ao prefeito Emidio de Souza e referindo-se também aos vereadores que aprovaram o projeto de lei que permitiu o convênio.
 
Nerguisian também falou sobre a cidade de Gyumri. “Localizada a 160 quilômetros da capital Yerevan, é a segunda maior cidade da Armênia, com mais de 200 mil habitantes, e está em franco desenvolvimento”, informou.
 
Durante a cerimônia, o cônsul-geral da República Armênia em São Paulo, Ashott Yeghiazaran, recebeu de Emidio uma cópia da lei e também uma carta, para ser entregue ao prefeito de Gyumri, convidando-o para visitar Osasco e assinar a formalização do convênio. “Farei a entrega com muita satisfação e sei que o prefeito aceitará o convite. Vamos continuar o trabalho e a amizade iniciados há 85 anos entre Osasco e os armênios”, afirmou.
 
O cônsul anunciou ainda que uma comitiva da República da Armênia, liderada pelo vice-ministro de Comércio e formada por empresários do País, prepara uma visita a Osasco. “Atendendo a uma sugestão da administração municipal, eles vão apresentar a situação econômica da Armênia e também oportunidades de negócio. Além de Osasco, participarão de reuniões na Fiesp, na Associação Comercial de São Paulo e conhecerão cidades do ABC Paulista”, disse, acrescentando também que o Brasil acaba de nomear uma embaixadora para a Armênia.
 
O prefeito, por sua vez, afirmou que aquela data entraria para a história das cidades de Osasco e Gyumri. “Em um mundo como o nosso, tão marcado pela guerra, estamos dando um passo rumo à cooperação e à paz. A Armênia tem uma cultura riquíssima, que nem 70 anos de dominação soviética foram capazes de destruir. Com esse acordo, iniciamos uma cooperação mútua que trará benefícios aos moradores das duas cidades”, disse.
 
Emidio lembrou ainda que Osasco tem acordos semelhantes com outras 4 cidades: Tsu, no Japão; Osasco, na Itália; Xizou, na China; e Viana, na Angola. “Por meio desses convênios, onde só se vê armas, nossa arma é a mão estendida. Onde só se usam palavras para agredir, vamos lançar palavras para semear a paz”, completou.
 
Também prestigiaram o evento os secretários municipais Roque Aparecido Silva (Cultura) e Alcides Valente (Indústria, Comércio e Abastecimento); o chefe de gabinete e presidente do IPMO, Roberto Trapp; a secretária interina de Assuntos Jurídicos, Fernada Sanna; o vereador Antônio Toniolo; o arcebispo Datev Karibian, prelato titular da Diocese da Igreja Apostólica Armênia do Brasil; o padre Boghos Baronian, pároco da Igreja Apostólica Armênia São João Batista, de Presidente Altino; Simião Kerimian, presidente da Associação Cultural da Comunidade Armênia de São Paulo; Ari Geudjenian, presidente da Diretoria Executiva da Comunidade Armênia de Osasco; Manuel Manug, vice-presidente do Conselho Deliberativo da entidade; Setrak Kachikian, vice-presidente da Comunidade Armênia de Osasco; Missak Khachikian, tesoureiro da entidade; e as senhoras Varthui e Sônia, representando a Sociedade Beneficente de Damas Brasil-Armênia Hom-Massis.