Formulário de Busca

17/06/08 - 09h55 - Atualizado em 19/06/08 - 08h14

Livro contesta aniversário da imigração japonesa

Primeiros japoneses teriam vindo em 1907, um ano antes da chegada oficial em São Paulo.
Historiador afirma que imigrantes foram para o Rio de Janeiro trabalhar na agricultura.

Do Globo Rural

Tamanho da letra

Um livro publicado por um historiador do Rio de Janeiro contesta o aniversário de cem anos da imigração japonesa no Brasil. Segundo o pesquisador Marcelo Abreu, os primeiros imigrantes teriam chegado em 1907 e foram trabalhar na agricultura.


Veja a cobertura completa do centenário da imigração

 

Veja o site do Globo Rural


Foi para uma fazenda em Conceição de Macabu, a 219 quilômetros do Rio de Janeiro, que os primeiros japoneses teriam ido em 1907, um ano antes do início oficial da imigração japonesa em São Paulo.

A pesquisa que está publicada no livro "Antes do Kasato Maru..." se baseou em publicações da década de 20 e em entrevistas com moradores da região.

“A principal testemunha foi uma senhora de 109 anos, a dona Maria Magnólia da Conceição, cujo pai era administrador da fazenda vizinha. E ela conviveu com japoneses, principalmente com crianças, que eram meninas em sua maioria, e estudava na mesma escola que essas meninas. Alguns autores da comunidade japonesa já escreveram sobre o assunto”, contou o historiador Marcelo Abreu.

 

  Pioneiros

Entre os primeiros imigrantes estava a família de Saburo Kumabe, que ajudou a fundar o que seria a primeira colônia agrícola japonesa do Brasil. O grupo se estabeleceu na área onde existia a Fazenda Santo Antonio. Hoje, só existem ruínas do moinho que levava água para a fazenda e o alicerce de um engenho de moer cana.

Ainda segundo a pesquisa na parte de cima eram plantados os pés de café. Hoje, eles já não existem mais. Na parte de baixo, os japoneses cultivavam arroz e feijão e depois vendiam no centro de Conceição de Macabu.

O agricultor Sebastião Mendonça tem 78 anos e lembra que a família dele chegou a conviver com os imigrantes. “Meu tio contou muita coisa, mas faz tanto tempo que eu não lembro mais”, disse.

 

  Dificuldades na adaptação

Segundo o pesquisador, a falta de experiência na agricultura foi o principal motivo do fracasso do projeto de colonização. “Esses japoneses eram integrantes da elite japonesa. Eram professores e funcionários públicos. Nenhum deles tinha tradição agrícola. Eram juízes, advogados e professores”, esclareceu.

Em 1912, cinco anos após a chegada dos imigrantes japoneses, a colônia de Macabu chegou ao fim e a família Kumabe mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro.

 

 

Leia mais notícias do Centenário

Enviar para amigo

Há problemas com o preenchimento do formulário.

A lista dos campos abaixo e assinalados em amarelo contém erro.

  •  

Sucesso!

Sua mensagem foi enviada com sucesso! Clique aqui para enviar uma nova mensagem ao G1.

Formulário de envio para amigo
  • separar os emails por vírgulas




editorias


G1 especiais


serviços



Formulário de Busca


2000-2008 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade