-


Ensaio: Os mais belos orientais que se destacam na mídia e nas passarelas.

Participe da seção Novos Talentos:
Concorra a 1 book por mês!
Oferecimento Flash Book Models

Horário de Brasília: Quarta-feira, 13 de maio de 2009 - 22h28
 
Seções
Beleza
Novos Talentos
Ensaios Femino
Ensaios Masculino
Top3
 
Internacional
Trabalho até os 35 anos
Modelo nikkei mostra talento na passarela e nos negócios

BELEZA - Juliana equilibra o tempo para curtir a família e fazer trabalhos: “Amo o que faço”

(Texto: Silvio Muto/NB | Fotos: Divulgação e Agência Fotosite/Divulgação)

A paranaense de Cruzeiro do Oeste sempre gostou de moda. O sonho de ser modelo começou a se mostrar promissor quando Juliana venceu o concurso da Elite Models em seu Estado, aos 14 anos. “Mas só vim a São Paulo aos 18, porque minha mãe falou que eu era muito nova e que deveria terminar os estudos”, disse. “Até completar essa idade, só fazia trabalhos no meu Estado, nos finais de semana.”

A terminar o ensino médio, Juliana engravidou – seu filho Ricardo tem 3 anos, e mora com a avó no Brasil. Contrariando todas as previsões pessimistas para sua carreira, depois da maternidade, seu corpo ganhou mais proporcionalidade. Em 2005, depois de desfilar para a Gucci, a carreira internacional engrenou.

Atualmente, ela é modelo da Ford Models. Seus mais recentes trabalhos incluem as campanhas mundiais da Levi’s, Diesel e Victoria’s Secret. Em sua atribulada vida de modelo, divide seu tempo entre São Paulo, onde mora sua família, e seu apartamento na Rua 54 com a 10ª, em Nova York.

Sobre suas finanças, Juliana prefere não entrar em detalhes, mas revela que a carreira já lhe proporcionou uma condição econômica confortável. E reitera seu amor pela família: “Procuro, sempre que possível, ajudar minha família. Sempre fomos muito unidos; um ajudando ao outro.”

Com 1,78 m e 54 kg, Juliana tem em seu currículo trabalhos para Dolce&Gabbana, Vogue Paris e France Magazine. E, no que depender dela, muitos desfiles ainda virão. “Quero trabalhar até os 35 anos. Se me cuidar bem, dá para desfilar bastante. Amo o meu trabalho.”

Juliana Imai


Peso: 54 quilos
Altura: 1,78m
Cintura: 58cm
Quadril: 88cm
Busto: 81cm
Ídolo: Madonna
Mania: Compras
Hobbie: Cuidar do filho
Música: Samba
Sonho: Ser bonita a vida inteira
 
Pingue-pongue com Juliana Imai
Nippo-Brasil: Como foi o contato com a cultura japonesa na infância?
Juliana:
Quando criança, em Cruzeiro do Oeste (PR), onde a presença nikkei é forte, era muito ligada à religião budista, na Nichiren Daishonin. Tenho sempre a imagem das reuniões religiosas, das festas da colônia. Nessas festas, lembro que dançava e tocava instrumentos. Hoje, não toco mais nada, mas as lembranças são muito boas daquela época.

NB: Você gosta da culinária japonesa?
Juliana:
Apesar de não saber preparar nada, adoro! Em Nova York, existem restaurantes japoneses maravilhosos. Gosto de sushi, mas, como na maioria das vezes estou sem tempo, peço logo dois temakis de salmão bem grandões e “mando para dentro” (risadas).

NB: Como está sua vida de mamãe e modelo? Difícil?
Juliana:
Em minha vida, não vejo nada pelo lado da dificuldade. Minha carreira sempre foi muito marcada pela batalha. O fato de ter um filho, para mim, é um motivo para trabalhar mais ainda.

NB: Você entende que o padrão de beleza oriental está em alta no Brasil?
Juliana:
Não só no Brasil, como no mundo todo. Por incrível que pareça, até o Japão está aceitando melhor o seu próprio padrão. Quando desfilei lá pela primeira vez, tinha 16 anos e vi que a maioria das modelos nos desfiles era loira. Hoje, vejo que, em todos os lugares, a beleza oriental é muito mais procurada, por ser diferente, exótica.

NB: O que acha das modelos japonesas?
Juliana:
Conheço a Ai Tominaga, que é a mais famosa, a Anne Watanabe e a Devon Aoki. O que mais me chamou a atenção nelas foi o profissionalismo. Além de lindas, são muito focadas em seu trabalho.

NB: Em sua carreira profissional, nunca teve problemas com o peso?
Juliana:
Engraçado que, depois que ganhei meu filho, emagreci mais. Ainda bem que nunca tive esse problema. Quando era bebê, era bem rechonchudinha. Minha mãe sempre se preocupou com minha alimentação. Também pratiquei esporte quando era mais nova. Quando tinha 14 anos, já tinha 1,80 metro de altura. Minha vida sempre foi muito saudável.

NB: O que pensa de seu futuro profissional daqui para frente?
Juliana:
Amo meu trabalho. Meu foco é de ter uma carreira bem longa. Não me vejo parando tão cedo.

NB: E como vai a vida sentimental?
Juliana:
Separei-me no ano passado e agora estou sozinha. Lógico que gostaria de ter um namorado, mas isso é complicado. Tenho que achar alguém que tenha disponibilidade de viajar bastante (risos).

Arquivo
Confira o resultado Miss Festival do Japão 2008
Confira todos os detalhes do Miss Centenário Brasil-Japão
Karina Eiko Nakahara é eleita a mais bela nikkei do Brasil
São Paulo escolhe representantes para Miss Centenário
Representantes do Rio Grande do Sul e de Pernambuco têm boas expectativas
Miss Centenário do Mato Grosso enfatiza a importância de suas origens
Satie Matsuno é a representante de Rondônia no Miss Centenário
Amanda Miada, Miss Centenário do RJ, acreditava na vitória
Marcela Kanesiro vence Miss Nikkei Nordeste de SP em Guaíra
Determinação leva Larissa Noguchi a ganhar o Miss Centenário do Pará
Sorocabana vence Miss Centenário do Sudoeste de São Paulo
Vencedora do Miss Brasília pensou em desistir
Ainda menina, Miss Nikkei de Minas Gerais tem rotina de gente grande
Miss Paraíba quer seguir carreira de modelo
Miss Nikkey Paraná, Natália Miura, estará no Centenário
Harue e Maira serão as representantes do Mato Grosso do Sul na etapa nacional
Natalia Fujimura é representante de Santa Catarina no Centenário
Misses de Maringá disputaram o concurso de Paraná - Karla Shimada é a 2ª Princesa
Conheça Vanessa Watanabe, Miss Nippon Fest 2007
Araçatuba escolhe sua representante para o Miss Centenário
Laís Higashi participará no Centenário
Londrina já tem a nova Miss
Vencedora do Miss Festival do Japão pretende ser médica
Aline Takazone é a nova Miss Festival do Japão 2007
Registro elegeu sua nova Miss
Por onde anda Camila Toyonaga?
Japan Fashion Week - Misses Riyo Mori (Japão) e Natália Guimarães (Brasil) marcam presença no evento
Moda brasileira é destaque na Japan Fashion Week
Miss Brasil-Japão Centenário em Yokohama - Japão
Estilistas nikkeis brilham no SPFW
Devon Aoki: Uma mistura de sucesso
Conheça Flávia Higa, Miss Primavera 2007
Flávia Higa conquistou a faixa de Miss Primavera Nikkey 2007
Fragrâncias do Oriente
"Trabalho até os 35 anos"
Kyodo Matsuri promove beleza okinawana no Miss Ryuso
Determinação define a Top Model Japan 2007
Garotas da seleção de softbol fazem ensaio sensual
Festival elege a Miss Tanabata 2007
Santos elege Miss do Festival da Imigração Japonesa no Brasil
Erika Ikezili aposta em roupas românticas no SPFW
Riyo Mori conquista coroa de Miss Universo 2007
Camila Oyama: do interior paulista para o exterior
Daniela Watanabe: Dificuldades no Brasil, sucesso no exterior
Miss Primavera Nikkei ressalta beleza oriental
Título do Miss Festival do Japão 2006 vai para o interior
  © Copyright 2004-2009 Jornal Nippo Brasil - Todos os direitos reservados - Fale conosco: webmaster@ensaionb.com.br