Ir para conteúdo



O Globo

Viagem


Edição digital No celular No e-mail

 Clique para assinar O Globo


companheiros de viagem

Pets fazem as malas e cada vez mais viajam de avião

Plantão | Publicada em 18/10/2007 às 13h31m

Fabiana Parajara e Wagner Gomes, O Globo Online

SÃO PAULO - O movimento recorde de pessoas nos aeroportos está sendo acompanhado do crescimento de um outro tipo de passageiro. É cada vez maior o número de cães e gatos que acompanham seus donos em viagens. Um levantamento do Instituto Pasteur, em São Paulo, mostra que de janeiro a agosto foram emitidos laudos que autorizaram viagens de 1.355 'pets'. Em média, foram 170 por mês, 21% a mais do que em 2006.

As fichas do instituto indicam que a maioria dos exames são para cães das raças Poodle, Schnauzer e Yorkshire. Os países para os quais esses bichos mais costumam ser levados são Itália, Espanha, Portugal e França. A maior demanda vem de São Paulo, seguido por Rio e Brasília.

O fenômeno já começa a saltar aos olhos e a demanda cresceu tanto nos últimos tempos que até surgiu uma empresa especializada na documentação de animais - uma espécie de agência de viagens especializada em bichos. Seja apenas para acompanhar o dono, para mudar de endereço ou para participar de exposições no exterior, os animais domésticos ganham espaço nos aviões. E não é no compartimento de bagagem. Num vôo da TAP para a Europa, um cão passou a noite toda latindo.

O dobermann Phill viaja sempre para participar de exposições. Foto: Fabiana Parajara/ O Globo Online Entre os que já tiveram seu 'passaporte' aprovado pelo Pasteur está o dobermann Phill, de 5 anos. Provavelmente, ele tem mais horas de vôos do que muitos brasileiros. O dobermann poderia ser classificado como um 'executivo do reino animal', que viaja a trabalho. Com apenas um ano, ele foi para os Estados Unidos, onde ficou mais de um ano participando de competições. De volta ao Brasil, já rodou vários estados também em competições.

- É um cachorro que está acostumado a viajar. Não tem qualquer problema para entrar no avião. Só tomamos todos os cuidados, como colocá-lo numa caixa adequada, com boa ventilação e água - explica o dono, o veterinário Edgar Brito.

Phill, assim como a maioria dos animais, viaja num compartimento especial do avião pressurizado e não junto às bagagens, como a maioria pensa. (veja como o preço é calculado)

Algumas companhias aéreas também aceitam que sejam levados na cabine, junto do dono, mas para isso os animais têm de ser pequenos, geralmente com menos de 10 quilos. Quem pretende levar seu animal de estimação numa viagem deve consultar a empresa com antecedência, já que o número de bichos por vôo é limitado, mesmo no compartimento especial.

Na Doc-Dog, agência de viagens especializada em providenciar os documentos necessários para que o animal embarque, a movimentação de gente interessada em viajar com o bicho começou em setembro.

- É quando os donos programam as viagens de fim de ano e precisam colocar o animal em quarentena para conseguir a documentação - explica o empresário Jhonatan Barbosa, sócio da Doc-Dog.

Zoe e a dona, Joana Terra, no Central Park. Arquivo pessoal A cadela Zoe, da raça maltês, viaja sempre a lazer. Joana Terra, sua dona, morava nos Estados Unidos e vinha freqüentemente ao Brasil para visitar os pais. E a cachorrinha vinha junto. Zoe é pequena - pesa dois quilos - e Joana exige que ela viaje na cabine, a seu lado.

- Isso era muito tranqüilo nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, é preciso procurar. Poucas empresas aéreas aceitam que o animal vá junto com o dono - explica Joana.

Agora, Zoe mudou-se definitivamente para o Brasil e aproveita as praias do Nordeste com a dona.

- Sempre procuro hotéis que aceitem animais - conta Joana.

Joana carrega nas viagens uma espécie de fralda descartável, comprada em pet shops, que é colocada no chão para que o animal possa fazer xixi.

- Deixo dentro da bolsa, mas ela nunca precisou usar. Também levo água e um biscoitinho, se ela quiser. Normalmente, ela vai tão quietinha que ninguém percebe que tem um cachorro no avião - diz.

A dica de Joana é acostumar o cachorro a andar em bolsas.

- Desde pequena a Zoe vai dentro da bolsa para a gente poder andar de metrô e para entrar em algum lugar - conta.

Consulte preços de passagens, pacotes e outros serviços de viagem

Assine O Globo e receba todo o conteúdo do jornal na sua casa

Comentários

    Esta reportagem não recebe mais comentários.

    Procurando Imóveis? Veja, abaixo, algumas ofertas para você


    Participe

    Opine

    Você já optou por apartamento alugado em vez de hotel, em uma viagem ao exterior? Conte a sua experiência

    O Tempo Hoje

      Máx. Min.
    Buenos Aires solcompoucasnuvens 16° 09°
    Lisboa chuva ° 99°
    Londres chuva 99° ³°
    Miami chuva 99°
    Nova York chuva 99°
    Paris chuva 0 0°
    Rio de Janeiro nublado 22° 15°
    São Paulo solcompoucasnuvens 22° 10°
    Tel Aviv chuva ° 99°
    Tóquio chuva ° 0 0°




    Passagens aéreas Hospedagem Pacotes turísticos Aluguel de automóveis

    Saiba mais


    Notícias no celular

    Receba notícias via SMS no seu celular

    Para assinar agora, informe a operadora e o número do celular (com DDD).

    Saiba como funciona »