Introdução


lulas

Há mais de 300 anos, começaram a circular histórias sobre uma besta cheia de braços, com tentáculos tão longos quanto o mastro de um navio, que vivia no fundo do mar. Um aperto dos braços enormes dessa criatura monstruosa "poderia envolver um navio de quinhentas toneladas e jogá-lo nas profundezas do mar", escreveu Jules Verne em seu romance de ficção científica clássico "Vinte mil léguas submarinas"

Embora não exista realmente essa criatura, as lendas provavelmente basearam-se nas visões da lula gigante, criaturas reais, mas elusivas, que podem chegar a mais de 18 metros de comprimento com tentáculos de até 9 metros. Alguns animais despertaram admiração e medo, como a lula gigante.

Os primos menores das lulas gigantes são mais conhecidos, embora não menos fascinantes. As lulas são criaturas rápidas, ágeis e surpreendemente inteligentes, com cérebros mais próximos em relação aos mamíferos do que os peixes ou répteis.

Nesse artigo, você conhecerá a lula, encontrará alguns dos animais incomuns que fazem parte dessas espécies, e descobrirá o que aconteceu quando os cientistas finalmente ficaram frente a frente com a misteriosa lula gigante.

Comendo uma lula
Calamari frito
Imagem usada sob a GNU Free Documentation License
Calamari frito
Diversos animais e pássaros gostam de comer lula, incluindo a baleia cachalote, o albatroz de cabeça cinza, o atum, o marlim, o tubarão, as focas e os pingüins. Em virtude de vários tipos de peixes terem predileção por lulas, elas são um prato excelente.

A lula também faz parte da dieta do ser humano. Normalmente, preferimos lulas cobertas com pedaços de pão e fritas como calamari, ou cozidas e ensopadas como parte de vários pratos de frutos do mar. Embora vários países do mundo comam lulas, elas são especialmente populares em regiões que beiram o Mar Mediterrâneo, como o Japão.