EM DESTAQUE
TPA acompanha o COCAN
Próximos Eventos
CERIMÓNIA DE ENCERRAMENTO
CERIMÓNIA DE ENCERRAMENTO
31 de Janeiro de 2010
Sondagens
Combien de buts marques dans AFCON2006 Flavio

Newsletter
Subscreva a nossa Newsletter e receba as últimas notícias directamente no seu endereço electrónico.

subscrever    remover

© COCAN 2010 Todos os direitos reservados
Sobre a Competição

Do Sudão a Angola

A história do Campeonato Africano das Nações começa em 1957, e a primeira edição disputou-se de 10 a 16 de Fevereiro. O Sudão foi o país que teve a honra de dar o pontapé de saída à maior manifestação futebolística do continente berço.

Na prova que não contou com eliminatórias de acesso, apenas três selecções estiveram presentes. Sudão, na condição de anfitrião, Egipto e Etiópia. A África do Sul era a quarta, mas foi excluído devido ao apartheid, que assolava o país.

Nas meias-finais, fase cuja competição teve início, os Faraós derrotaram o Sudão (Dsert Hawks), por 2-1; a Etiópia bateu a África do Sul, por desqualificação (2-0), e na final Egipto venceu a Etiópia por 4-0, sagrando-se o primeiro campeão africano.

Depois de ter conquistado este título, o Egipto acolheu a segunda edição do CAN. Novamente com três selecções (Egipto, Sudão e Etiópia), no período entre 22 a 29 de Maio, na cidade do Cairo. Mais uma vez, os egípcios triunfaram, frente ao Sudão, por 2-0. Sudão 1. Três anos mais tarde, em 1962, a primazia de organizar o “Africano das Nações” coube ao terceiro dos três primeiros participantes: a Etiópia. Além do organizador e do campeão em título, o Egipto; o CAN de Adis-Abeba contou com mais duas selecções, nomeadamente Tunísia e o Uganda, apuradas das eliminatórias de qualificação em que estiveram também engajadas as equipas nacionais do Marrocos, Nigéria, Ghana e o Quénia.

Com as vitórias arrancadas nas meias-finais, Egipto e Etiópia disputaram a final, finalmente os faraós não conseguiram erguer a taça, perdendo por 4-2 aos penalties, depois de um empate a duas bolas, no tempo regulamentar.

Um ano depois, em 1963, a Copa das Nações Africanas chega ao Ghana, na sua quarta edição. Seis selecções, divididas em dois grupos, fizeram a festa que deu o primeiro título aos “Black Star”. Após vencerem os respectivos grupos, Ghana (A) e Sudão (B) disputaram a final, com vitória dos anfitriões por 3-0.

O Egipto e a Etiópia, segundos classificados, dos citados grupos, jogaram para o terceiro lugar que permitiu aos “Faraós” ficarem com a medalha de bronze, após vitória também por 3-0.

Nos mesmos moldes da anterior edição, a quinta foi disputada na Tunísia, e o Ghana foi o grande vencedor, após bater na final o país organizador por 3-2. Os finalistas tinham sido igualmente os líderes dos respectivos grupos, dos quais faziam parte Grupo A Tunísia, Senegal e a Etiópia (Tunísia terminou empatado com o Senegal e venceu após sorteio através de uma moeda que foi lançada ao ar); e o Grupo B, constituído pelo Ghana, Costa do Marfim e a República do Congo.

Comentários

Deverá estar autenticado para comentar.
Clique para efectuar login

Seja o primeiro a comentar