Talk Show do Josef #2

Nome: Jonny (eu prefiro não me identificar, tudo o que faço na internet é para promover o nome Desciclopédia e não a mim, então apenas uso o nome que uso na Desciclopédia)

Idade: 20 anos 

“Cargo” no Desciclopédia: “Sysop” Administrador de Sistemas (clique aqui para mais informações)

Site/Blog: www.desciclopedia.org - www.desciclopedia.tumblr.com


1 - Fale um pouco sobre você e de onde veio a idéia do Desciclopédia:

2 - Como foi a evolução do site? 

A Desciclopédia é uma enciclopédia cheia de desinformações e mentiras grotescas, paródia do portal WIKIPÉDIA. No lugar de conhecimento livre e colaborativo, a versão humorística reúne mais de 30 mil verbetes absurdos. O principal foco é escrachar personalidades de maior ou menor escalão. A paródia utiliza o formato wiki de armazenamento de dados, permitindo, assim, modificação de conteúdo por qualquer pessoa. 

Eu comecei a editar na Desciclopédia com a conta atual no ano de 2009, mais precisamente em março, e devido ao meu esforço e grande tempo dedicado ao site, em dezembro do mesmo ano fui eleito “sysop” pelos demais usuários do site. 

Usuários com a ferramenta de sysop (ou simplesmente sysops) são desciclopes que têm “direitos de operador de sistema” (sysop, abreviação de system operator). A política atual da Desciclopédia é atribuir esse acesso liberalmente a qualquer utilizador que tenha sido um contribuidor da Desciclopédia durante algum tempo e seja geralmente encarado como um membro da comunidade conhecido e digno de confiança. Eventualmente os sysops da Desciclopédia também podem ser chamados de moderadores, moderadores malvados ou simplesmente emissários da morte. 

3 - Qual a coisa mais bizarra que já viu no Desciclopédia? 

Os próprios usuários ativos, tem de tudo! Um Árabe que já escreveu mais de 2600 verbetes, um bigodudo de 25 anos que “se exercita” assistindo pokémon, sysops com nomes de cartas de Yu-Gi-Oh! como Dark of Hell ou coisa parecida. Mas os otakus são mais engraçados. Tinha uma usuária que era viciada em Yaoi (menininhos “brincando” com menininhos”) e colocava coisas sobre isso mesmo se o artigo fosse sobre algo que não tivesse nada a ver. Você queria entrar na desciclopédia e ler sobre seu time de futebol e acabava lendo nomes de desenhos japoneses que você nunca ouviu falar. Certa vez, a garota botou uma imagem no artigo de um mangá onde um garoto tirava um mouse do c*. Até aí tudo bem, se os otakus gostam disso quem sou eu pra falar né… a desciclopédia é para todos. Mas aí ela começou a remover imagens dos artigos de atrizes pornográficas por que algumas imagens mostravam os peitos das atrizes! Vai entender. 


4 - Existe algum processo de avaliação do que entra no site? 

Seja engraçado e não apenas idiota. Essa é a regra básica. Apesar de ser muito difícil monitorar os mais de 35 mil artigos, ainda temos que estar sempre de olhos nos mais de 30 que são criados todos os dias. Então pedimos bom senso aos usuários. Já deu no saco chamar qualquer homem famoso de viado, qualquer mulher de biscate, dizer que “insira o nome do artigo aqui” foi inventado por Chuck Norris ou escrever “Boa Noite - William Bonner sobre -nome do artigo-“. Demais, outras regras básicas devem ser seguidas para o seu artigo vingar e não ser excluido por um de nosso comensais da morte, como por exemplo: 

  • Conteúdo Insuficiente: Não adianta criar um verbete com apenas uma linha, ele vai ser excluído sem dó.
  • Conteúdo Verídico: Não somos a Wikipédia, quer escrever verdades de forma séria, vá pra lá! 
  • Página Duplicada: Tenha certeza de que o artigo não existe antes de criar outro com nome parecido/mesmo tema. Pesquise. Se existir, você pode ajudar ampliando o artigo original. 

 

5 - Você acha que a profissão “blogueiro” tem futuro no Brasil? 

Se você tiver sorte, sim. Não é fácil, principalmente se o seu intuito é fazer humor. Mais de 8 mil blogs de humor são criados no Brasil toda semana. Hoje ta fácil você entrar no mememaker, pegar dois rostinhos e fazer uma tirinha, o problema é que ao mesmo tempo, outros N blogueiros estão fazendo a mesma coisa. 


6 - Qual o melhor e pior parte do Desciclopédia? 

Variedade. Tem artigo pra todos os gostos, Pra todas as idades, Pra todos os sexos (e pros otakus também). 


7 - De fato, há competição entre os blogs nacionais ou crê na cooperação? 

Existe uma competição saudável sim. Mas como eu, apesar de parecer, não participo dessa competição, não percebo muito disso. A Desciclopédia não é um blog, se ela tem essa fama, é por eu estar sempre me comunicando com blogueiros de humor através do twitter etc. Hoje em dia ta tudo mais fácil, as pessoas tem vídeos e imagens para todos os gostos, mas ainda existem aqueles que não dispensam uma boa leitura. A Desciclopédia oferece isso a essas pessoas, todos que editam por ali estão nessa por prazer, por diversão, ninguém ganha nada com isso, então nem adianta “competirmos” com alguém. 10 mil views por dia ou 500 mil, não importa, nós fazemos por que gostamos. 


8 - Quais as principais dificuldades em manter um site deste porte? 

Não sou responsável pelo site. Ele é mantido por um canadense gratuitamente que mantém também outras uncyclopedias em diversas línguas. 


9 - Hoje você conta com bons números de seguidores no twitter e curtidores no facebook, você se considera um formador de opinião? 

Eu não tenho seguidores no twitter, a desciclopédia tem. Embora eu twitte sozinho e poste no tumblr sozinho, isso é por que a maioria dos outros usuários estão preocupados em participar mais do site e não da divulgação. Os que aparecem de vez em quando são os que não fazem nada nem pelo site e nem pela divulgação, só sabem ficar de mimimi, mas haters servem pra isso, né? Eu raramente atualizado o Facebook  da Desciclopédia, isso fica a cargo de outros usuários, que também conseguem uma grande aceitação por parte do público, a exemplo meu no twitter/tumblr. Não acho que sejamos formadores de opiniões, mas que graças ao nome Desciclopédia, as pessoas vão dar mais ouvidos para o que temos a dizer.


Na balinha do Josef: 

Desciclopédia: Tão boa que fizeram uma cópia e chamaram de Wikipédia 
Patati/Patata:
Ta com pulga na cueca? 
Rafinha Bastos:
Na União Soviética, o bebê come VOCÊ 
Idolatria:
 Doutor Roberto 
Vergonha:
Rede Record 
Silvio Santos:
Traiu o movimento camelô, véio 
Prazer:
Banir gurias retardadas 
Mundo Josef:
Original 


10 - Deixe uma dica e uma consideração final: 
SEJA ENGRAÇADO E NÃO APENAS IDIOTA 

Blog comments powered by Disqus