Cronologia dos principais eventos no desenvolvimento da Enzimologia

 

·        1778, Antoine Lavoisier demonstrou a natureza da respiração animal

·        1780, Antoine Lavoisier e Pierre Laplace publicaram um documento sobre calor onde chegaram a conclusão de que a respiração é uma forma de combustão.

·        1789, Antoine Lavoisier publicou o seu Traité Elementaire de Chimie, onde a fermentação foi descrita como a rutura do açúcar em álcool e gás carbônico. Ele caracterizou a reação como sendo de oxidação-redução. Lavoisier e Armand Séguin fizeram as primeiras medições da taxa metabólica humana.

·        1810, Joseph Louis Gay-Lussac deduziu a equação da fermentação alcoólica.

·        1815, Konstantin Sigizimundovich (Gottleib Sigismund Constantin) Kirchhof relatou que um determinado componente viscoso do trigo era capaz de converter o amido em dextrina e açúcar.

·        1830, Pierre-Jean Roubiquet e Boutron bem como Chalard descobriram a rutura hidrolítica da amigdalina por extratos obtidos de amêndoa picada.

·        1830-40, Justus von Liebig, desenvolveu técnicas de análise quantitativa e aplicou a sistemas biológicos. A idéia de que a atividade vital poderia ser explicada em termos físico-químicos era um aspecto importante para os interessados em estudar a natureza da vida.

·        1831, Leuchs descreveu a ação diastásica da ptialina salivar.

·        1833-1834, Anselme Payen e Jean-François Persoz descreveram e posteriormente isolaram a diastase a partir do pó de malte de cevada mostrando que ela era termolábil e postulando a importância central das enzimas em biologia.

·        1835, Jöns Jacob Baron Berzelius demonstrou que a hidrólise do amido é catalisada de maneira mais eficiente pela diastase do malte do que pelo ácido sulfúrico e publicou a primeira teoria geral sobre catálise química.

·        1836, Theodor Schwann relatou a ação da pepsina e descreveu suas propriedades. Fenômenos como a putrefação e fermentação foram atribuídos à ação de microorganismos.   

·        1837, Jöns Jacob Baron Berzelius classificou a fermentação como uma reação catalisada.Ele identificou posteriormente o ácido lático como produto da atividade muscular.

·        1837-38, Charles Cagniard-Latour (Cagniard de la Tour ), Theodor Schwann e Friedrich-Traugott Kützing anunciaram de forma independente que a levedura era um organismo vivo responsável pela fermentação. Isto suscitou o debate visando determinar em que medida  a fermentação era simplesmente um processo químico ou um processo vital.

·        1839, Justus von Liebig, manteve o princípio segundo o qual fermentos não vivos seriam responsáveis pela fermentação originando uma controvérsia sobre a natureza química ou vital da fermentação.

·        1840, Justus von Liebig, propôs que a fermentação era um processo químico, independente da ocorrência de organismos vivos.

·        1842, Julius Robert Mayer, enunciou a primeira lei da termodinâmica e sua aplicação aos organismos vivos.

·        1845, Herrmann von Helmotz e Julius Robert Mayer formularam as leis da termodinâmica.

·        1854, Louis Pasteur descobriu a fermentação microbiológica do açúcar de beterraba.

·        1856, Lucien Corvisart descreveu a tripsina.

·        1857, Louis Pasteur notou que a fermentação do ácido lático é feita por bactérias vivas.

·        1858, Louis Pasteur notou que o fungo Penicillium fermentava apenas o acido dextro tartarico e não o seu levo isômero; Ele desenvolveu então um método prático para separar compostos que se diferenciavam apenas pela configuração espacial do grupo substituinte.

·        1862, Danielewski separou experimentalmente a tripsina da amilase pancreática por adsorção diferencial.

·        1871, Louis Pasteur demonstrou de forma conclusiva que a levedura era necessária à fermentação. Ele distinguiu dois tipos de fermentos: fermentos organizados, como as leveduras e fermentos não organizados como a pepsina e a amilase.

·        1887, Emil Fischer elaborou os padrões estruturais das proteínas.

·        1893, Wilhelm Ostwald provou que as enzimas eram catalisadores.

·        1897, Eduard Buchner resolveu a controvérsia Liebig-Pasteur produzindo a fermentação em extratos de levedura desprovidos de células contendo zimase. Embora ele tenha demonstrado que a fermentação não ocorresse necessariamente na presença de células vivas de levedura isto de modo algum significou que os mecanismos propostos por Liebig fossem corretos.

·        1897, Gabriel Bertrand propôs o termo coenzima para designar substancias inorgânicas necessárias á ativação de algumas enzimas.

·        1898, Croft-Hill anunciou a primeira síntese de uma enzima, a isomaltose.

·        1901, Franz Hofmeister postulou sua teoria da vida: para cada reação vital há uma enzima específica responsável. Este ponto de vista tornou-se logo amplamente aceite.

·        1903, Carl Neuberg usou pela primeira vez o termo bioquímica.

·        1904-05, Sir Arthur Harden e W. J. Young isolaram a primeira coenzima orgânica: cozymase. Eles demonstraram claramente que a fermentação requeria a presença simultânea de uma fração coloidal termolábil e de outra difusível, de baixo peso molecular e termoestável, coenzima, que mais tarde se demonstrou ser o NAD. Também demonstraram a necessidade de fosfato na fermentação alcoólica pela zimase.

·        1909, Svante Arrhenius e Søren Sørensen mostraram que a concentração de íon hidrogênio em solução pode ser experimentalmente determinada. Sørensen destacou o efeito do pH na atividade enzimática.

·        1913, Leonor Michaelis e Maud L. Menten postularam a existência de um complexo enzima-substrato intermediário para explicar o mecanismo de ação enzimática.

·        1925, George Edward Briggs e John Burdon Sanderson Haldane fizeram importantes ajustes a teoria da cinética enzimática

·        1926, James Batcheller Sumner cristalizou pela primeira vez uma enzima, a uréase, e provou tratar-se de uma proteína.

·        1930-33, John Howard Northrop cristalizou a pepsina e tripsina e demonstrou sua natureza protéica.

·        1935- 36, L . S. Stern demonstrou espectroscopicamente a existência de um complexo enzima-substrato intermediário para a enzima catalase o que confirmou a hipótese de Michaelis-Menten.

·        1938, A . Braunstein e Kritzman descobriram as reações das transaminases.

·        1945, Carl Ferdinand Cori demonstrou o efeito da insulina sobre a hexokinase. Foi a primeira vez que foi demonstrado tal efeito regulador.

·        1960, François Jacob e Jacques Lucien Monod propuseram a hipótese operon para a regulação da síntese enzimática.

·        1961,François Monod, Jacques Lucien Monod e Jean Pierre Changeux propuseram a teoria da função e ação das enzimas alostéricas.

 

Topo da página                                              Página inicial