O Globo- Rejeito vira tijolo na biblioteca das obras do metrô no Leblon

A Biblioteca Rubem Fonseca, inaugurada no canteiro da Praça Antero de Quental, no Leblon, foi construída pelos próprios operários com materiais reciclados da obra da Linha 4 do metrô carioca. Os tijolos foram feitos com uma mistura de areia e cimento que sobrou do serviço de impermeabilização do solo da região. E as cadeiras de leitura e venezianas também foram feitas com madeira reaproveitada. A biblioteca atende a 250 engenheiros e peões que trabalham diariamente no local.

Os tijolos feitos de refluxo de Jet Grouting – técnica de impermeabilização do solo- também são utilizados em outras construções do canteiro da Antero de Quental.

Assista no vídeo como é realizado o processo de aproveitamento dos tijolos.

Fonte: Blog Verde – O Globo

Veja a matéria na íntegra aqui.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

‘Tatuzão” pronto para fase de testes

O ‘Tatuzão’ que vai perfurar os túneis da Linha 4 já está montado e acabou de iniciar sua fase de testes.
O equipamento pesa 2 mil toneladas e 120 metros de comprimento por 11,5 metros de diâmetro (o equivalente a um prédio de quatro andares), a máquina escava de 15 a 18 metros de túnel por dia, quatro vezes mais rápido que os métodos utilizados anteriormente no Rio de Janeiro. Este é o maior ‘Tatuzão’ da América Latina e o maior equipamento já utilizado em obras metroviárias no Brasil.

Conheça no vídeo o traçado do trecho sul da Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro, e confira uma retrospectiva da chegada do ‘Tatuzão’ , até sua montagem na caverna subterrânea construída ao lado da General Osório, em Ipanema.

Linha 4 do metrô vai transportar mais de 300 mil passageiros por dia

A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro – que ligará a Barra da Tijuca a Ipanema – vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia e retirar das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa. Serão seis estações (Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz) e aproximadamente 16 quilômetros de extensão. A Linha 4 do Metrô entra em operação no primeiro semestre de 2016, após passar por uma fase de testes.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Time-lapse mostra a construção da futura estação Jardim de Alah

A Linha 4 do Metrô disponibiliza no Youtube as imagens de seus canteiros, onde você poderá conferir o andamento das obras. Com a técnica de time-lapse é possível acompanhar o dia a dia e a evolução de um período inteiro em poucos minutos.

Confira o andamento da obra da estação Jardim de Alah no mês de agosto.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Túneis da Linha 4 do Metrô estão abertos ao público

A construção da Linha 4 do Metrô é a maior obra de infraestrutura viária do Rio de Janeiro e, por isso, desperta o interesse de muita gente. Para tirar dúvidas, o consórcio Construtor Rio Barra abriu as portas para o público e, desde 2010, já recebeu mais de 2.500 visitantes. Desse total, 984 eram estudantes de engenharia do mundo todo, que escolheram o Rio como destino da viagem de fim de curso.

Em julho, um grupo de 75 estudantes de engenharia da universidade de Zurique, na Suíça, veio conhecer o projeto. Para a estudante Kathrin Arnet, de 25 anos, a agenda esportiva do Rio de Janeiro deu visibilidade às obras olímpicas.” O investimento em infraestrutura é grande. A cidade está mudando de verdade”, disse Kathrin.

Também em julho, 22 estudantes de engeharia do méxico visitaram as obras. “A Linha 4 será muito importante para o
Rio. É uma obra incrivel. Não vi construções assim no México”, elogiou o estudante Armando Salazar, de 22 anos.
Em setembro, a cava onde foi montado o ‘Tatuzão’,que vai escavar os túneis entre Ipanema e a Gávea, foi visitada por 60 estudantes do colégio Santo Agostinho. Eles também conheceram a Estação Interativa, assistiram ao vídeo institucional do empreendimento e conferiram de perto as maquetes em 3D.

Quem tiver interesse em conhecer a obra pode agendar a visita por telefone (3389-2100) ou e-mail (visitaguiada@ccrblinha4.com.br). Para visitar a estação interativa ou a cava do ‘Tatuzão’, ligue para 2134-3805.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

A Linha 4 do Metrô apoia a Leitura

Com o objetivo de incentivar a leitura entre os cerca de 3 mil trabalhadores das obras da Linha 4 do Metrô, o Consórcio Linha 4 Sul lançou a campanha “Doe Livro, Doe Cultura”. A iniciativa faz parte do Projeto Rubem Fonseca, que desde maio, disponibiliza exemplares sobre os mais variados temas nos canteiros de Ipanema, Leblon, Copacabana e Leopoldina.

Funcionários do empreendimento e a comunidade do entorno podem doar exemplares nas Centrais de Atendimento instaladas nas proximidades de cada frente de serviço de Ipanema e Leblon.

Faça parte dessa corrente você também! Doe livros nas Centrais de Atendimento:

Jardim de Alah – Av. Epitácio Pessoa, s/n (esquina com a Rua Visconde de Pirajá). Horário de funcionamento: Segunda à sexta de 08h às 18h, sábado de 9h às 16h.

Ipanema: Nossa Senhora da Paz – Praça Nossa Senhora da Paz, s/n (ao lado da Rua Visconde de Pirajá). Horário de funcionamento: Segunda à sexta de 08h às 18h, sábado de 9h às 16h.

Leblon: Antero de Quental – Praça Antero de Quental, s/n (ao lado da Rua Bartolomeu Mitre). Horário de funcionamento: Segunda à sexta de 08h às 18h, sábado de 9h às 16h.
Outras informações: 0800-0210620

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Governador visita cava do ‘Tatuzão’

O Governador do Estado do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, acompanhados de secretários estaduais e de técnicos do Consórcio Linha 4 Sul, responsável pela obra no trecho Ipanema–Gávea, visitaram o maior Tatuzão da América Latina, instalado na caverna subterrânea construída ao lado da General Osório, em Ipanema.

– Este equipamento gigantesco, que é o maior da América Latina, vai permitir a ligação para que milhares de trabalhadores e visitantes possam circular por toda a Região Metropolitana com conforto. Estamos diante de uma obra democrática que vai permitir o ir e vir das pessoas com economia de tempo. Hoje, são mais de R$ 11 bilhões de investimentos em mobilidade – explicou o governador.

Assista o vídeo da visita e veja como foi:

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

‘Tatuzão’ entra em fase de testes

O Tunnel Boring Machine (TBM), o ‘Tatuzão’, que vai perfurar os túneis da Linha 4 do Metrô entre a Estação General Osório e a Gávea entrou em fase de testes esta semana. A previsão é que em dezembro o equipamento comece a construir o túneis do metrô partindo da caverna subterrânea construída ao lado da General Osório, em Ipanema.

As aduelas (anéis de concreto que formarão os túneis), que estão sendo produzidas na Leopoldina, começaram a ser levadas para a caverna. Até agora foram fabricados cerca de 600 anéis, que correspondem a um quilômetro de túnel.

Com 2 mil toneladas e 120 metros de comprimento por 11,5 metros de diâmetro (o equivalente a um prédio de quatro andares), a máquina alemã escava de 15 a 18 metros de túnel por dia, quatro vezes mais rápido que os métodos utilizados anteriormente no Rio de Janeiro. Este é o maior ‘Tatuzão’ da América Latina e o maior equipamento já utilizado em obras metroviárias no Brasil.

Máquina Bárbara

É tradição na Engenharia batizar grandes e complexos equipamentos com nomes femininos. O ‘Tatuzão’, a supermáquina que vai perfurar os túneis subterrâneos da Linha 4 do Metrô, já tem o seu: Bárbara. Uma homenagem à Santa que protege mineiros e trabalhadores que ganham a vida escavando túneis.

Mais de 300 mil pessoas vão usar a Linha 4 do Metrô todos os dias

A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia e retirar das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa.
Serão seis estações (Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz) e aproximadamente 16 quilômetros de extensão. A Linha 4 do Metrô entra em operação no primeiro semestre de 2016, após passar por uma fase de testes.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Alteração viária na Av. Armando Lombardi a partir de segunda-feira, 28/10

Com o avanço das obras da Estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, será feita uma modificação viária na Avenida Armando Lombardi a partir de 23h de segunda-feira, 28/10. Quatro faixas da pista sentido Recreio dos Bandeirantes serão deslocadas da lateral direita para a esquerda, onde hoje fica o canteiro de obras da Linha 4 do Metrô (Barra da Tijuca – Ipanema). A alteração será mantida após o fim das obras.

A intervenção acontece no trecho entre os números 30 e 350 (Shopping Barra Point) e é necessária para construir a galeria do metrô no subsolo da via.

O ponto de ônibus que atualmente está em frente ao canteiro da Linha 4 do Metrô passará para a frente do Shopping Barra Point, onde ficará definitivamente. O Consórcio Construtor Rio Barra, responsável pelas obras, também vai fazer uma calçada em frente ao Barra Point, ao longo de todo o canteiro de obras, para permitir o acesso de pedestres e ciclistas à passarela.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Santa Bárbara protege as obras da Linha 4

Você sabia que Santa Bárbara é a padroeira dos trabalhadores de túneis e escavações? Diz a lenda que Bárbara se converteu ao Cristianismo, na Turquia do século III, e foi perseguida pelas autoridades e pelo próprio pai. Fugindo na floresta a jovem pediu ajuda aos céus, quando um rochedo se abriu e a escondeu de seus algozes. A partir daí, ela se tornou a padroeira dos profissionais de escavação. Nas obras da Linha 4, há um espaço reservado à santa, e não passa um dia sem que os operários peçam sua proteção antes de iniciar o trabalho. Em São Conrado, o Consórcio Construtor Rio Barra celebra todo dia 10 de dezembro uma missa em homenagem ao dia da santa.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Linha 4 lança projeto de transferência de conhecimento para universitários

Começaram, no último sábado, dia 19 de outubro, as aulas do Programa Transferência de Conhecimento (PTC). O objetivo é compartilhar a vivência profissional não só das técnicas de engenharia dos métodos construtivos da Linha 4, mas de outras atividades essenciais à execução de um megaempreendimento, como logística de equipamentos, ações ambientais, recursos humanos, comunicação com a comunidade do entorno e até a criação de refeitórios e cozinhas industriais para milhares de trabalhadores.

“Esta é uma oportunidade ímpar para os estudantes de engenharia e para as empresas também, porque já teremos engenheiros prontos e mais capacitados para o mercado” explica Marcos Vidigal do Amaral, Diretor de Contrato da Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro e idealizador do programa.

A primeira turma do programa tem 60 alunos das universidades UFRJ, UFF, UERJ e PUC-Rio. Assista ao vídeo e saiba como foi o primeiro dia de aulas do programa.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...