R7 - Esportes

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

25 de Julho de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Esportes/Futebol/Notícias

Icone de Futebol Futebol

publicado em 16/07/2010 às 13h25:

"Maracanazo", a maior derrota da história
do futebol brasileiro, completa 60 anos

Em 16 de julho de 1950, Brasil a final da Copa para o Uruguai por 2 a 1

Do R7, com informações da Gazeta Press

Publicidade

No dia 16 de julho de 1950, há exatos 60 anos, o futebol brasileiro sofreu a derrota mais dolorida de sua história: o "Maracanazo", como ficou conhecida a vitória por 2 a 1 do Uruguai sobre o Brasil, na final da Copa do Mundo.

Veja imagens da decisão de 1950

Recém-inaugurado, o Maracanã estava completamente lotado - 174 mil pessoas, segundo dados oficiais da Fifa; 200 mil, segundo a imprensa da época. O Brasil só jogava pelo empate, já que não era exatamente uma decisão, e sim a última rodada de um quadrangular final.

A seleção dirigida por Flávio Costa havia vencido a Suécia por 7 a 1 e a Espanha por 6 a 1. O Uruguai havia empatado por 2 a 2 com os espanhóis e suado para vencer os suecos por 3 a 2, de virada, resultados que, além da vantagem do empate, davam ao Brasil um amplo favoritismo.

Quando a bola rolou, no entanto, a história foi diferente. O Brasil, jogando inteiramente de branco, dominou as ações, mas não conseguiu passar pelo bom goleiro Maspoli. O placar só foi aberto no segundo tempo, aos 2min, com um gol do ponta Friaça.

O título já era dado como certo quando Schiaffino empatou para o Uruguai, aos 19min, numa jogada pela direita iniciada pelo ponta Ghiggia. Aos 34min, num lance parecido, Ghiggia escapou novamente pela direita, invadiu a área e ameaçou o chute. O goleiro Barbosa tentou se antecipar, para evitar um novo cruzamento, mas o uruguaio bateu direto para o gol:  a bola, sorrateira, entrou no canto esquerdo, enganando o goleiro.

Abatidos, os jogadores brasileiros não conseguiram reagir nos minutos restantes e viram o Uruguai ficar com o título. Barbosa teve de ouvir pelo resto de sua vida as críticas pelo erro no gol, e costumava dizer que sofreu a maior condenação que um brasileiro jamais cumpriu, já que o Código Penal impede que uma pessoa fique presa por mais de 30 anos - ele morreu em 1999, 49 anos depois do lance.

Outra consequência daquele dia foi a aposentadoria do uniforme branco da seleção brasileira. A equipe só voltaria a jogar dois anos depois, estreando o uniforme amarelo que veste até hoje. Mas, 60 anos e cinco títulos mundiais depois, o fantasma do Maracanazo continua vivo na memória do futebol no Brasil.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 1 X 2 URUGUAI


Data: 16 de julho de 1950 (domingo)
Horário: 15h
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Árbitro: George Reader (Inglaterra)
Assistentes: Arthur Ellis (Inglaterra) e George Mitchell (Escócia)
Gols - Brasil: Friaça, aos 2min do segundo tempo
Uruguai: Schiaffino, aos 19min, e Ghiggia, aos 34min do segundo tempo

BRASIL: Barbosa, Augusto e Juvenal; Bauer, Danilo Alvim e Bigode; Friaça, Zizinho, Ademir, Jair e Chico
Técnico: Flávio Costa

URUGUAI: Roque Maspoli, Matias Gonzalez e Eusebio Tejera; Schubert Gambetta, Obdulio Varela e Rodríguez Andrade; Alcides Gigghia, Julio Perez, Oscar Miguez, Juan Schiaffino e Ruben Moran
Técnico: Juan López

Veja Relacionados:  maracanazo, marcanã, brasil, uruguai
maracanazo  marcanã  brasil  uruguai 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 

Topo

Comentários sobre a Notícia

(41) Comentários:


Comentários sobre a Notícia


Shopping