novelaxicadasilvacompletaemdvdsaopaulospbrasil__687eb1_11

“Xica da Silva” foi um marco na TV em todos os sentidos

Share on Facebook3Tweet about this on TwitterShare on Google+1Pin on Pinterest0Share on Tumblr0Buffer this pageEmail this to someone

Sempre fui apaixonado pela abertura e enredo da clássica novela Xica da Silva que foi exibida pela extinta Rede Manchete exibida entre 17 de setembro de 1996 a 11 de agosto de 1997. Escrita por Walcyr Carrasco (sob o pseudônimo Adamo Angel) e sabe o motivo? Pois bem, Carrasco ainda era contratado do SBT na época, quando foi convidado para escrever “Xica da Silva”, e topou ser o responsável pela trama sob este pseudônimo e ainda escondido de Silvio Santos. Em 2005, o SBT adquiriu os direitos do folhetim e causou uma grande surpresa no mercado televisivo. A novela teve a direção do talentoso Walter Avancini. Veja a abertura abaixo:

 

Foto: Livro no qual a novela foi inspirada.

 

 

 

Para as pipoquinhas leitoras mais jovens, saibam que Xica da Silva foi a única novela cujos protagonistas são baseados em pessoas e fatos reais. Francisca da Silva de Oliveira de fato viveu no Arraial do Tijuco, hoje Diamantina, no século XVIII.

 

 

Sua vida já fora romanceada por Agripa Vasconcelos no livro Chica Que Manda e através do filme de Cacá Diegues, que tem o mesmo nome da novela, em 1976. Tudo isso fez com que Taís Araújo fosse a primeira protagonista negra, em uma novela, da história da televisão brasileira. E foi INCRÍVEL a sua atuação!

 

 

 

Foto: João Fernandes e Xica em “Xica da Silva” (Victor Wagner e Taís Araújo)

Contou com Taís Araújo, Victor Wagner, Drica Moraes, Giovanna Antonelli, Murilo Rosa, Carla Regina, Adriane Galisteu e Guilherme Piva nos papéis principais da trama.  Anos depois, foi reexibida na íntegra pelo SBT de 28 de março a 9 de dezembro de 2005.

Foto: Elenco

A história de Xica da Silva, escrava que virou rainha em pleno século XVIII. Atrevida e muito inteligente, Xica conquistou o homem mais rico e poderoso do Arraial do Tijuco, deixou de ser escrava e escandalizou a sociedade hipócrita de sua época, movida pela cobiça do diamante. E Taís Araújo deu um gingado no andar, na fala e dramatização da personagem que era impossível não se encantar pela mesma.

Foto: Violante (Drica Moraes)

Nesta mesma época, houve a polêmica nudez da atriz (que até então era novata na dramaturgia) e pasmem, quando Taís Araújo ficou nua ela tinha apenas 17 anos. Ou seja, a Vara da Criança e do Adolescente do Rio de Janeiro notificou a TV Manchete pedindo a retirada da novela do ar. A direção optou por excluir as cenas em que Xica aparecia nua, mas no dia 25 de novembro de 1996, quando Taís completou 18 anos, foram retomadas as cenas em que a personagem surgia sem roupa, e recheou a semana seguinte da história com cenas ousadas. 

Taís Araújo apareceu várias vezes nua em "Xica da Silva"

Foto: Reprodução/ Taís Araújo nua em “Xica da Silva”

Mas não foi só isso, me recordo de ser bem garoto quando assisti algumas cenas chocantes – ao menos para mim eram e minha avó deixava com que eu assistisse a novela com ela numa boa – e Xica da Silva exibia inúmeras formas de comover e até mesmo forçar o telespectador a sentir na pele determinadas situações, como por exemplo a cena de morte e tortura durante a execução de Maria (Zezé Motta), mãe de Xica, em praça pública, assista abaixo:

Nunca foi novidade os de anos de crise da Rede Manchete, porém naquele período a emissora assumia o segundo lugar na audiência com a exibição de “Xica da Silva”, com impressionantes 17 pontos de média. Os investimentos da trama ultrapassaram 6 milhões de dólares na época, e contou com mais de 150 figurantes, além de cerca de 70 profissionais na equipe.

A trilha sonora é outro destaque, a mesma foi criada por Marcus Viana a partir de uma ampla pesquisa da música barroca mineira e das tradições afro-brasileiras do século XVIII. Participação de Patrícia Ahmaral, Zezé Mota, Transfônica Orkestra e Collegium Musicum de Minas. Música sinfônica, música colonial do sec. XVIII africana e brasileira fazem desta trilha.

Ouça abaixo um dos clássicos musicais da telenovela Xica da Silva – “Tema de Xica (Quenda)” Intérprete: Marcus Viana.

 

 

Share this post

Guilherme Mendes Ayala

Publicitário, jornalista e sommellier. Estudou direção de arte em Berlim, e Marketing Cinematográfico em Los Angeles. Atualmente trabalha na O2 Play, do diretor Fernando Meirelles no Departamento de Marketing; o mesmo é diretor no Portal Pop Corn, colunista no Brasil Post (Editora Abril). Já passou pelas emissoras de rádio Alpha FM e Rádio Rock 89 FM.

  • Clayton Silva

    ficou bacana este resgaste da teledramaturgia, seu texto me lembrou que naquela época tínhamos muito mais liberdade de expressão e menos religiosos chatos!