História..

25 de Outubro de 2005 - 11:33

Avenida Paulista

De região residencial luxuosa a centro financeiro da cidade


A Avenida Paulista é o principal símbolo da cidade de São Paulo. O velho e notório título que a ostenta como “a mais Paulista das Avenidas”, ainda veste-a perfeitamente bem.

Com mais de um século de história, a Avenida Paulista é considerada o centro financeiro da cidade. Dezenas de bancos, financeiras e escritórios das mais diversas áreas de atuação foram erguidos em suas margens. Essa característica originou o apelido de “A 5ª Avenida Brasileira” – alusão à famosa “5th avenue” de Nova Iorque.

Diariamente, milhares de pessoas transitam pela Paulista, em um movimento caótico de massas humanas apressadas. Anônimos que já fazem parte do cartão postal da cidade. No entanto, a Paulista não fora sempre assim. Vale destacar que sua construção e inauguração se deram quando a população de São Paulo não passava de cem mil habitantes. Nos derradeiros anos do século XIX, passavam pela avenida bondes, carruagens, cavaleiros e pedestres.

A Avenida Paulista foi projetada pelo engenheiro uruguaio Joaquim Eugênio de Lima. O projeto visava a construção de uma extensa via plana (2,8 km), arejada e embelezada com um largo canteiro central de jardins, ao estilo das avenidas européias. Em 1909, o local se tornou a primeira via pública asfaltada do Estado de São Paulo.

A consolidação da imagem atual da Avenida Paulista – “símbolo” da cidade – se iniciou com a inauguração do Parque Trianon, em 1916. Além de uma extensa área verde, o local contava com um Belvedere, onde as pessoas aproveitavam do restaurante e de um salão de festas. O ambiente logo se tornou ponto de encontro e reuniões da elite paulistana. Em 1950, o mirante foi derrubado para a construção do MASP.

No início do século XX, os barões do café iniciavam um processo de migração do interior do Estado de São Paulo para a Capital. Na cidade, a recém-chegada elite cafeeira ergueu opulentos palacetes das mais diversas composições arquitetônicas européias. Na época, a Avenida Paulista se transformava num dos grandes empreendimentos residenciais de luxo da cidade.

Durante anos, a Paulista foi uma região tipicamente residencial. A verticalização das construções (prédios), até então proibida, começou a acontecer por volta da década de 1950, e o início do comércio às margens da Paulista, em 1960. As mansões começavam a ser substituídas pelos prédios residenciais e comerciais.

Na década de 1990, a Avenida Paulista recebeu outro título. Ela passou a ser conhecida como “A Wall Street Brasileira” – mérito pela sua importância comercial e financeira.

+ Confira outras notícias no Portal da Prefeitura de S.Paulo

+ Sobre a notícia

Abaixo você tem informações complementares sobre a notícia ao lado, navegue pelos itens para saber mais.