ernandes

(Foto: Rosiron Rodrigues - Goiás EC)

Depois da polêmica sobre adulteração nos documentos pessoais do lateral esquerdo Ernandes, em que o Goiás Esporte Clube foi citado e teve seu acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro colocado em discussão, o Verdão resolveu que não vai procurar o jogador para uma renovação contratual.

Em uma entrevista para o site globoesporte.com, Túlio Lustosa, gestor de futebol esmeraldino, disse que "não tem mais clima". A diretoria esmeraldina Goiás procurou Ernandes pra que pudesse se explicar sobre o problema, mas a informação é que estava com o celular desligado.

Entenda o caso

A informação sobre a adulteração nos documentos de Ernandes foram divulgadas pelo repórter Pedro Orioli, da Rádio Central, de Campinas, no começa desta semana. De acordo com o Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e no site oficial do Goiás, Ernandes Dias Luz nasceu em 11 de novembro de 1987, mas uma certidão no segundo cartório de São Felix do Araguaia – MT, sua cidade natal, consta uma data diferente: 11 de novembro de 1985. Dessa forma, Ernandes seria dois anos mais velho do que a documentação oficial.

Por causa do problema, foi especulado que o Goiás poderia perder pontos e consequentemente o acesso para a Série A, mas o assunto esfriou depois que o procurador do STJD, Marcus Campos, concedeu entrevista para a Rádio Central, e explicou que o Goiás não tem nenhuma culpa no caso, e que uma punição, caso aconteça, será para o jogador, no caso, Ernandes.